subsídio

NOTÍCIAS SOBRE O REAJUSTE: Última parcela é implantada no contracheque dos policiais e bombeiros

Postado em

Por Glaucia Paiva

A última parcela do reajuste do subsídio dos policiais e bombeiros militares do RN já encontra-se implantada nos contra-cheques dos respectivos militares estaduais.

O acordo para o reajuste do subsídio dos militares foi firmado no ano de 2014, quando foi determinado a implantação de 32% divididos em quatro parcelas a serem pagas nos meses de setembro de 2014, março e setembro de 2015, e março de 2016.

Com a implantação dos 9% para o mês de março/2016, calculados sobre o subsídio recebido pelos policiais no ano de 2014, qual seja R$ 2,2 mil para os Soldados, os militares já iniciam a articular um novo reajuste.

“Na verdade, nosso salário está congelado desde o ano de 2014, já que esse reajuste concedido é sobre os nossos vencimentos recebidos naquele ano”, explicou um policial. “O que deveríamos ter recebido em uma única parcela em 2014, foi dividido em quatro por dois anos”, disse.

A implantação final do reajuste do subsídio dos militares estaduais iniciada em 2014, traz um aumento de R$ 700 para os Soldados integrantes do nível I na carreira militar. “Recebíamos na época R$ 2,2 mil e, se concretizado este aumento, iremos receber R$ 2,9 mil”, relatou um militar. “São R$ 700 em dois anos”, concluiu.

Governo não cumpre acordo e não atualiza salários de promovidos em anos anteriores, nem repassa terço de férias a PM’s

Postado em

Por Glaucia Paiva

O Governo do Estado efetuou o pagamento dos servidores públicos na última sexta-feira (30), mas, para a surpresa de centenas de policiais militares promovidos nos anos de 2012 a 2014, o salário deles não foram atualizados conforme o posto e graduação.

A implantação do subsídio correto dos promovidos nos anos anteriores era esperada para este mês conforme o acordo celebrado entre o Governo do Estado e as associações representativas de praças da Polícia Militar.

De acordo com nota divulgada pela PM, “em virtude de entraves administrativos e burocráticos, não foi possível a implantação dos vencimentos na folha salarial do mês de outubro de 2015 dos militares promovidos nos anos de 2012, 2013 e 2014, conforme acordado entre as Associações de Praças da Polícia Militar e Governo do Estado”.

No entanto, continua a nota, “o Comando Geral da PMRN recebeu a informação por parte dos órgãos do Governo que essas diferenças salariais deverão ser implantadas em folha suplementar”.

Férias também não foram pagas

Outra reclamação dos policiais foi a não implantação da remuneração correspondente às férias do exercício de 2014, que tinha neste mês a última turma.

Sem explicação oficial, o blog constatou que também não houve repasse das férias a outras categorias de servidores do Estado, e recebeu a informação extra-oficial de que poderá ser pago em folha suplementar no dia 12.

NOTÍCIAS DO ACAMPAMENTO: Associações propõem efetivação de promoções ex-offício com parcelamento de pagamento

Postado em

Por Glaucia Paiva, via Portal BO

DSC_0141 Acampados desde o último dia 05 em frente à sede do executivo estadual, os policiais militares pressionam o Governo pelo cumprimento das Leis de Promoção e do Subsídio.

Em uma das pautas apresentadas ao Governo do Estado está a efetivação das promoções ex-offício de todos os militares aptos e que possuem o dobro do interstício mínimo exigido pela Lei de Promoção de Praças.

Como proposta ao Governo, as associações apresentaram o que parece ser a solução para a questão financeira do Estado e para as promoções dos praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar. De acordo com as associações representativas da categoria, foi proposto ao Governo a efetivação de todas as promoções dos militares que possuem o dobro do intersticio mínimo exigido com o parcelamento do respectivo pagamento dessas mesmas promoções.

A proposta pode ser viável ao Governo que acabaria com a celeuma com a categoria militar e não afetaria as finanças do Estado a curto prazo. No entanto, o Governo ainda analisa a sugestão feita pelas associações de praças da PM e do Corpo de Bombeiros, devendo dar seu posicionamento na próxima segunda-feira (17), quando mais uma vez se reunirão Governo e entidades representativas.

DEMANDAS

Outras demandas como a implantação dos níveis e o pagamento das promoções já realizadas também está em discussão.

No fim da tarde desta quinta (13), houve uma reunião entre os Comandantes Gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar com o Gabinete Civil e o Secretário de Planejamento. De acordo com informações, foi apresentado ao Secretário de Planejamento, Gustavo Nóbrega, os estudos de impacto financeiro para a implantação dos níveis remuneratórios e para o pagamento das promoções já realizadas.

A resposta para essas demandas também está prevista para a próxima segunda (17).

POSIÇÃO DOS OFICIAIS

As associações representativas de praças da PM e do Corpo de Bombeiros estará se reunindo com o Presidente da Associação dos Oficiais para definir a posição dos oficiais das corporações para as demandas apresentadas.

De acordo com o Sargento Eliabe, por ser demandas que também afetam os oficiais como a implantação dos níveis remuneratórios e o pagamento das promoções já realizadas, espera-se que haja um posicionamento em prol da mobilização em frente à sede do executivo.

“É plausível que os oficiais se juntem a nós nessas reivindicações, uma vez que os atinge diretamente”, disse o presidente da Associação de Subtenente e Sargento.

NOTÍCIAS DO ACAMPAMENTO: Militares comemoram Dia dos Pais ao lado dos filhos em acampamento

Postado em Atualizado em

Por Glaucia Paiva, via Portal BO

2015-08-09_19.14.39Acampados em frente à sede do Executivo Estadual há cinco dias, os policiais e bombeiros militares do RN comemoraram o Dia dos Pais ao lado dos seus filhos no “Acampamento João Cândido”, nome dado em referência ao líder da Revolta da Chibata.

Durante todo o dia, os militares compareceram no acampamento acompanhados de seus filhos, proporcionando um Dia dos Pais diferente para todos. “Me sinto orgulhoso por estar participando do acampamento. E hoje, mesmo no Dia dos Pais, quero que meu filho veja e valorize nossa luta”, disse um policial.

Ainda em comemoração ao Dia dos Pais, o Prefeito-de-Dia, Soldado Dalchem Viana, presidente da Associação dos Bombeiros Militares (ABM) promoveu um churrasco para os que resolveram desfrutar dessa data comemorativa no acampamento.

LUAU DO ACAMPAMENTO

Nesta segunda-feira (10), os militares pretendem promover um luau no acampamento montado em frente à Governadoria em comemoração aos 14 anos da turma de soldados que ingressaram no ano de 2001 na PM.

O luau está previsto para iniciar às 20 horas.

DEMANDA DOS MILITARES

Os militares estaduais reivindicam apenas três pontos considerados importante para a categoria e garantidos por leis já em vigor.

  • Pagamento de todas as promoções realizadas nos últimos três anos: Há aproximadamente três anos policiais promovidos às graduações superiores, como Cabo e Sargento, ainda recebem como Soldado. Na última terça-feira (04), o Governo ofereceu a atualização salarial dos recém promovidos neste ano, sem comtemplar, contudo, os militares promovidos no governo anterior, o que foi rejeitado pelas associações representativas por ferir o princípio da isonomia.
  • Pagamento dos níveis remuneratórios: Os militares possuem a progressão horizontal, garantindo uma espécie de triênio aos mesmos, aumentando, aproximadamente, o valor de R$ 80 em seus salários a cada três anos de serviço prestado. Esse repasse, contudo, não está sendo atualizado desde o ano de 2012, ocasionado uma somatória de prejuízos financeiros de mais de R$ 3 mil para alguns policiais, a depender do ano de ingresso na corporação.
  • Efetivação das promoções ex-offício: Com a Lei de Promoção de Praças em vigor desde 1º de janeiro, os militares viram o sonho de promoções ser adiado para os militares que já possuem o dobro do interstício necessário para ascender profissionalmente. Com o parcelamento das promoções “ex-offício” para os militares, estes viram todos os policiais civis que possuem o tempo necessário para as mesmas promoções (ex-offíco) serem contemplados e já terem seus salários implantados já no mês de julho, ocasionando a discrepância entre as forças da segurança pública do estado. Com isso, os militares pedem isonomia de tratamento e o cumprimento de todas as promoções ex-offício tal como está previsto na legislação vigente.

NOTÍCIAS DO ACAMPAMENTO: Prefeito-de-Dia é instituído e nome dado ao acampamento retoma Revolta da Chibata

Postado em Atualizado em

Por Glaucia Paiva, via Portal BO

DSC_0106Em seu quarto dia de acampamento em frente à sede da Governadoria do Estado, os policiais e bombeiros militares do RN iniciaram seu primeiro fim de semana mobilizados em prol do cumprimento das Leis de Promoção e do Subsídio instituindo o nome ao acampamento dos militares.

O nome escolhido foi o do líder da Revolta da Chibata, ocorrida no ano de 1910, quando o Almirante Negro (João Cândido) liderou o movimento e redigiu uma carta reivindicando os fins dos castigos físicos sofridos pelos marinheiros, melhorias na alimentação e anistia para todos que participassem do movimento.

Tendo como pautas principais a implantação imediata dos níveis e dos salários dos militares promovidos, atrasados há cerca de três anos, e da efetivação das promoções das praças militares, os representantes das associações instituíram ainda o “Prefeito-de-Dia do Acampamento João Cândido”, com revezamento entre os seis presidentes das associações que representam a categoria junto às negociações com o Governo.

O “Prefeito-de-Dia” é responsável por manter o acampamento em ordem, bem como recepcionar os praças que vem comparecendo durante toda a mobilização da categoria.

Com opções de lazer, os policiais passaram o quarto dia acampados em frente à sede do Executivo com recursos recreativos como jogos de tabuleiro. “Desejava passar o dia dos pais com meus filhos em um momento de lazer mais adequado, mas passarei reivindicando que o Governo cumpra a lei para dar melhor condições à minha família. Desde 2012 até hoje o Estado já se apropriou de mais de R$ 2,5 mil só dos meus níveis remuneratórios”, desabafou um policial.

O “Acampamento João Cândido” recebeu ainda a visita do Major Rodrigues, atualmente exercendo suas funções no CIOSP, que ressaltou seu apoio às demandas dos militares estaduais.

NOTÍCIAS DO ACAMPAMENTO: Membros do governo e associações militares sentam-se para discutir demandas

Postado em

Por Glaucia Paiva, via Portal BO

reunião-govNo terceiro dia de acampamento dos militares estaduais em frente à sede do Executivo Estadual, os presidentes das associações representativas da categoria policial e bombeiro militar foram mais uma vez recebidos por membros do Governo do Estado.

Reivindicando demandas já previstas em lei, como o pagamento das promoções ocorridas no decorrer de três anos, implantação correta dos níveis remuneratórios em atraso há três anos e a efetivação das promoções ex-offício, os militares estaduais já vem há três dias com acampamento montado no camping da Governadoria esperando uma resposta definitiva do governo sobre suas reivindicações.

Com isso, já no inicio da tarde desta sexta (07), os presidentes das sete associações que representam a categoria policial e bombeiro militar do RN foram recebidos pela Chefe do Gabinete Civil, Dra. Tatiana Mendes, pela Secretária de Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite, e pelos Comandantes Gerais da Polícia Militar, Coronel Ângelo, e do Corpo de Bombeiros, Coronel Otto.

Durante a reunião, a Secretária de Segurança informou que o impacto financeiro relacionado ao pagamento de todas as promoções já realizadas há três anos, bem como a implantação dos níveis remuneratórios, já teria sido calculado pelos setores competentes de ambas as corporações, tendo sido encaminhados para a Secretaria de Administração, onde seria realizado um novo cálculo, para, então, ser encaminhado à Secretaria de Planejamento, onde iria analisar a viabilidade da implantação das remunerações corretas dos militares.

No entanto, mesmo com a declaração da própria Secretária de Segurança, consta no sistema de acompanhamento do governo a informação de que o processo de implantação dos recém promovidos  teria retornado nesta sexta (07) à Diretoria de Finanças da Polícia Militar, causando surpresa à categoria.

Com as informações divergentes, os militares decidiram continuar acampados em frente à sede do Executivo até o dia 17 de agosto, data estipulada pelo Governo do Estado para dar uma resposta definitiva aos policiais e bombeiros militares em relação às suas demandas.

NOTÍCIAS DO ACAMPAMENTO: Militares comemoram aniversário de presidente de associação em segundo dia de acampamento

Postado em

Por Glaucia Paiva, via Portal BO

06.08-acampamentoO segundo dia de acampamento dos militares estaduais em frente à sede do Executivo Estadual foi marcado com festa pela passagem do aniversário de 30 anos de um dos presidentes das associações representativas da categoria policial e bombeiro militar.

Concentrados desde ontem, sem ter tido avanço neste segundo dia de mobilização junto ao Governo, os militares acampados no camping da Governadoria comemoraram o aniversário do presidente da Associação dos Bombeiros Militares (ABM), Soldado Dalchem Viana, na noite desta quinta-feira (06).

“Daqui há algum tempo irei orgulhoso dizer que comemorei meu aniversário de 30 anos acampado e buscando melhorias para nossa categoria”, disse Dalchem.

Com uma festa simples à base de pizza, bolo e refrigerante, os militares estaduais prestigiaram um dos representantes da categoria, reconhecendo o trabalho e a luta em prol de melhorias para a classe policial e bombeiro militar do Estado.

DEMANDAS DOS MILITARES

Os militares estaduais reivindicam apenas três pontos considerados importante para a categoria e garantidos por leis já em vigor.

  • Pagamento de todas as promoções realizadas nos últimos três anos: Há aproximadamente três anos policiais promovidos às graduações superiores, como Cabo e Sargento, ainda recebem como Soldado. Na última terça-feira (04), o Governo ofereceu a atualização salarial dos recém promovidos neste ano, sem comtemplar, contudo, os militares promovidos no governo anterior, o que foi rejeitado pelas associações representativas por ferir o princípio da isonomia.
  • Pagamento dos níveis remuneratórios: Os militares possuem a progressão horizontal, garantindo uma espécie de triênio aos mesmos, aumentando, aproximadamente, o valor de R$ 80 em seus salários a cada três anos de serviço prestado. Esse repasse, contudo, não está sendo atualizado desde o ano de 2012, ocasionado uma somatória de prejuízos financeiros de mais de R$ 3 mil para alguns policiais, a depender do ano de ingresso na corporação.
  • Efetivação das promoções ex-offício: Com a Lei de Promoção de Praças em vigor desde 1º de janeiro, os militares viram o sonho de promoções ser adiado para os militares que já possuem o dobro do interstício necessário para ascender profissionalmente. Com o parcelamento das promoções “ex-offício” para os militares, estes viram todos os policiais civis que possuem o tempo necessário para as mesmas promoções (ex-offíco) serem contemplados e já terem seus salários implantados já no mês de julho, ocasionando a discrepância entre as forças da segurança pública do estado. Com isso, os militares pedem isonomia de tratamento e o cumprimento de todas as promoções ex-offício tal como está previsto na legislação vigente.