morte

Policiais são vítimas de homicídio em Caicó e Mossoró em menos de 24 horas

Postado em

Por Glaucia Paiva

Os policiais militares do RN assistiram, na última terça e quarta-feira, dois de seus companheiros serem vítimas de homicídio em duas das maiores cidades do interior do Estado.

O Cabo PM Erinaldo da Costa Rangel, lotado na 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (5ª CIPM), foi alvo de bandidos no município de Caicó, distante 273 km de Natal, que atiraram contra o policial no bairro Alto da Boa Vista.

Já o Soldado Alriberg Lopes França, lotado no 2º BPM, foi atingido por disparos de arma de fogo no município de Mossoró quando se deslocava, por volta das 6 horas da manhã, para assumir o serviço extra na Base Integrada Cidadã (BIC).

Os crimes aconteceram em menos de 24 horas sem ninguém ter sido preso, tendo sido, inclusive, cogitado nas redes sociais que facções criminosas do RN teriam ordenado a morte de policiais. No entanto, tal suposição ainda não foi confirmado por nenhum órgão oficial do Estado.

O crime de homicídio contra policiais militares passou a ser considerado como qualificado desde o mês de julho do ano de 2015, integrando, assim, o rol de crimes hediondos, caso a infração penal seja cometida em decorrência do exercício da função policial.

[VÍDEO] Assassino de policial conta friamente como matou PM em Parnamirim

Postado em

Por Portal BO

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte divulga nesta segunda-feira (16) um vídeo do suspeito de matar o soldado da Polícia Militar, Márcio de Souza Costa, de 38 anos, morto no dia 18 de setembro de 2015, em Parnamirim.

No vídeo, gravado em Recife, local da prisão do suspeito, Jean Luis Galvão, de 19 anos, confessa e detalha o crime que vitimou o militar.

PM é assassinado a tiros em Felipe Camarão

Postado em

Por Tribuna do Norte

Mais um policial militar foi morto no início da tarde deste sábado (14). O cabo Marcos Aurélio Lopes foi alvejado por dois homens em uma motoneta traxx, por volta das 14h, na passagem de nível de trem da rua São Sebastião, entre Felipe Camarão e Cidade Nova. A Polícia Militar está fazendo diligências no local.

De acordo com a assessoria de comunicação da PMRN, Lopes era cedido ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e integrava a corporação desde 1993. Ele estava de folga quando foi abordado pelos dois homens, que também roubaram a arma do militar. Informações de testemunhas do local apontam que os bandidos tinham como foco o policial, pois pediram para os pedestres se afastarem.

O comando já iniciou as diligências na região, inclusive com apoio do helicóptero Potiguar I, e detém o perfil dos suspeitos. Uma equipe de Delegacia de Homicídios de Natal (Dehom) está sendo deslocada para o local.

Relembre

Esta é a 7ª morte de policial militar registrada somente em 2015. De acordo com levantamento da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, entre o fim de setembro e dia 4 de novembro, seis policiais de folga foram alvejados – destes, quatro não resistiram. No dia 4 de novembro, militares realizaram um manifesto entre o Midway Mall e o Centro Administrativo pedindo mais segurança para os agentes.

Associações farão ato público em defesa da vida e da segurança dos policiais nesta terça (03)

Postado em

Por Glaucia Paiva

Com o aumento de mortes e atentados contra a vida de policiais militares e civis no Estado e com o falecimento no último sábado do PM Marcos Antônio que se encontrava internado no Hospital Walfredo Gurgel após sofrer um disparo na região da cabeça durante uma ação de criminosos na zona Norte de Natal, as associações representativas de praças da Polícia Militar do RN estão convocando os policiais militares a participarem um ato público nesta terça (03).

Mesmo com a sanção da lei que torna crime hediondo o homicídio de agentes de segurança e de seus familiares em razão da função pública ocupada, os criminosos não se intimidam e, certos da impunidade, continuam a ocasionar a morte do Estado. Na última semana, criminosos atormentaram um grupo de turistas ao cogitarem a presença de um policial, ameaçando matar caso fosse PM.

O ato organizado pelas associações representativas de praças visa chamar a atenção das autoridades competentes contra os atentados e as mortes sofridas por policiais militares em todo o Estado. A concentração se dará em frente ao shopping Midway Mall a partir das 15 horas, quando os PM’s seguirão em caminhada em direção ao Centro Administrativo do Estado.

As associações convocam os policiais militares a comparecerem vestidos de preto em luto a todos os policiais mortos no último ano.

Familiares e PM’s prestam últimas homenagens a Soldado Marcos

Postado em

Por Tribuna do Norte

Familiares e colegas da corporação prestam suas últimas homenagens ao soldado da Polícia Militar, Marcos Antônio da Silva, de 49 anos, morto após uma tentativa de assalto na manhã da última sexta-feira (30), no conjunto Nordelândia, zona Norte de Natal.

Na manhã deste domingo (1), colegas de trabalho, principalmente os do 4º Batalhão de Polícia Militar, onde o praça era lotado, chegam para prestar solidariedade à família no centro de velório Sempre, localizado no conjunto Soledade, bairro Potengi, zona Norte de Natal.  Uma missa de corpo presente será realizada e o sepultamento ocorrerá às 15h de hoje, no cemitério Parque da Passagem, no município de Extremoz.

O subtenente Paulo César Ferreira conta que o praça era um profissional exemplar, que vivia exclusivamente pra família, toda de Nova Natal. “Não tinha nada que desabonasse a carreira dele, era muito querido pela tropa “, disse. Segundo Ferreira, o praça acompanhou a fundação do 4 BPM, desde a sua criação, na antiga Cavim, na avenida João Medeiros Filho, onde atualmente está sediado o BOPE.
Pernambucano, Marcos Antônio era fervoroso torcedor do Sport Clube do Recife, por este motivo, o corpo está vestido com uma camisa do time rubro-negro. Uma bandeira do clube também foi posta sobre o caixão.
Através de sua conta em uma rede social, a filha do policial desabafou. “Todos nós sabemos que iremos passar por isso algum dia, mas eu nunca imaginei que fosse desse jeito, nunca pensei que a vida do meu velho seria tragada por um BANDIDO MALFEITOR, que por não ter nada a perder, veio a destruir minha família. Eu sinceramente não sei mais qual vai ser o sentido da minha vida daqui pra frente.”, escreveu a jovem.

Soldado da PM falece em acidente automobilístico em Natal

Postado em

Por Glaucia Paiva

Soldado Mota falece aos 43 anos de idade

A noite desse sábado foi triste para os integrantes da Polícia Militar do RN que perde mais um de seus bravos guerreiros em um acidente automobilístico em Natal.

O Soldado Mota, estafeta do 4º BPM, faleceu após uma colisão de um automóvel em sua motocicleta no bairro de Petrópolis, em Natal, e deixa aos 43 anos uma esposa e três filhos.

Às vésperas de completar 15 anos de serviço policial, o Soldado Mota falece deixando companheiros e familiares consternados por essa perda de uma forma tão trágica.

O velório do Soldado Mota acontece no Centro de Velório Sempre, no Conjunto Santa Catarina, na zona Norte de Natal e seu sepultamento ocorrerá às 15h no Cemitério Parque da Passagem, na BR 101 norte, em Extremoz.

CÂMARA DOS DEPUTADOS: Aprovado aumento de pena para quem matar policial em serviço

Postado em

Por Agência Câmara

O Plenário da Câmara dos Deputados acaba de aprovar um substitutivo ao Projeto de Lei3131/08, que torna homicídio qualificado e crime hediondo assassinar policial, bombeiro militar, integrante das Forças Armadas, do sistema prisional e da Força de Segurança Nacional, quando este estiver em serviço.

O agravamento do crime também se estende ao cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau do agente público de segurança, quando o crime for motivado pela ligação com o agente de segurança. Em todos estes casos, a pena será de reclusão, de 12 a 30 anos. O homicídio simples prevê pena menor (reclusão de seis a 20 anos).

Atualmente, já é homicídio qualificado o cometido por motivo fútil, mediante encomenda, contra a mulher em razão de sua condição de sexo feminino (feminicídio), entre outros.

O texto aprovado pelos deputados, que altera o Código Penal (Decreto-lei 2.848/40) e a Lei de Crimes Hediondos (Lei 8.072/90), estabelece também que a lesão corporal cometida contra agentes de segurança em serviço, e seus parentes, será aumentada de um a dois terços.

O projeto original, do Senado, previa penas maiores tanto para quem matasse o policial como para o policial que matasse alguém.

Votação de destaque

O deputado Rubens Bueno (PPS-PR) pediu destaque para votação em separado para retirar do texto o dispositivo que torna crime hediondo a lesão corporal a agentes de segurança e seus parentes. “Crime hediondo para lesão corporal é uma aberração jurídica. Não existe isso em nenhum país do mundo”, disse Bueno, autor do destaque.