COMANDO GERAL ANUNCIA MEDIDAS AOS POLICIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA

Postado em Atualizado em

Em Formatura realizada hoje no Quartel do Comando Geral, o Comandante Geral, Coronel Araújo, anunciou, oficialmente, aos policiais da região metropolitana, um série de medidas relevantes para o efetivo militar.

PROMOÇÕES

O Comandante Geral afirmou que na próxima segunda ou terça-feira, todos os 3º, 2º e 1º sargentos seriam promovidos, preenchendo todas os claros existentes na Lei.

A portaria será publicada em Boletim Geral da Corporação, contendo as promoções de oficiais e praças nos primeiros dias da próxima semana.

CONCURSO PARA CABOS E SARGENTOS

O Comando Geral anunciou, ainda, que o Decreto que regula o CFC e o CFS, será assinado pelo Governador Iberê a próxima semana, fato já confirmado e garantido pelo mesmo.

Apesar da polêmica quanto ao tempo de serviço do praça, reafirmou que para ingressar como cabo e sargento, o policial deverá contar com no mínimo três anos para o primeiro (cabo), e cinco anos para sargento, afim de que o policial já possua experiência para ser promovido.

BOLSA FORMAÇÃO E BOLSA COPA

Outra medida anunciada foi a reunião marcada para a próxima semana que irá reunir o Presidente dos Comandantes Gerais das Polícias Militares do Brasil, bem como com os Presidentes Regionais de Comandantes Gerais, no qual o atual Comandante está representando o Nordeste, com o Ministro da Justiça, para tratar de assuntos pertinentes sobre o Bolsa Copa e o Bolsa Formação (aumento do teto).

DIÁRIAS OPERACIONAIS

Houve o anúncio do aumento considerado do número de diárias disponíveis para o efetivo policial, afim de aumentar o policiamento ostensivo em todo o Estado.]

OUTRAS MEDIDAS

Por fim, o Comandante Geral anunciou que nos próximos quarenta dias o Governo do Estado estará adquirindo mais viaturas. Desta vez, as viaturas serão do tipo Blazer e S10, uma vez que “carro de polícia deve ser blazer, deve ser carro grande”, palavras do Comandante Geral.
Anúncios

TEMER ADMITE POSSIBILIDADE DE VOTAR A PEC 300 AINDA ESSE MÊS

Postado em Atualizado em

Sobre a pauta na próxima semana, Temer informou que a prioridade será a conclusão da votação do Projeto Ficha Limpa. Os deputados ainda precisam votar nove destaques para votação em separado, mecanismo pelo qual os deputados podem retirar (destacar) parte da proposição a ser votada, ou uma emenda apresentada ao texto, para ir a voto depois da aprovação do texto principal. (DVS) ao texto aprovado na última terça-feira. Na quarta-feira, o plenário rejeitou três destaques.

Ele acredita que o texto aprovado no início da semana deverá ser mantido sem alterações. Temer explicou que os líderes e os deputados envolvidos com o tema vão avaliar as mudanças propostas e negociar a conclusão da votação.

As demais matérias serão definidas em reunião com os líderes partidários. Ele admitiu, no entanto, a possibilidade de iniciar a discussão em segundo turno da proposta de emenda constitucional sobre o piso nacional para policiais e bombeiros militares. A votação, no entanto, só deve ocorrer na última semana de maio.

A proposta foi aprovada em primeiro turno em abril. Os deputados optaram por um texto que foi elaborado a partir da PEC 446/09, do Senado, que remete a uma lei federal a definição do piso. Esse texto prevaleceu sobre o da PEC 300/08, que tomava como base os salários dos policiais do Distrito Federal.

As principais diferenças entre o texto aprovado e a proposta do Senado são a diminuição do prazo para implementar o piso, que passa de um ano para 180 dias; e a previsão de um piso nacional provisório até que seja editada a lei.

Esse piso transitório será de R$ 3,5 mil para os policiais de menor graduação (soldados, no caso da PM) e de R$ 7 mil para os oficiais do menor posto.

FONTE: http://oglobo.globo.com

ASSALTO A BANCO: OUSADIA OU ORGANIZAÇÃO?!

Postado em Atualizado em

BANDIDOS ASSALTAM AGÊNCIA, DESTROEM EQUIPAMENTOS E NÃO SÃO IMPEDIDOS

As imagens exclusivas, obtidas pela Rede Record, mostra a organização dos assaltantes no roubo da agência bancária. Depois de 11 minutos que os bandidos deixam o local, a polícia chega. Por enquanto ninguém foi preso.

FONTE: http://www.youtube.com/ e http://noticias.r7.com/

NOTA DO BLOG: Cada vez mais os bandidos estão se especializando, equipando-se, montando um arsenal. Enquanto que a polícia trabalha com pistolas e revólveres, o bandido trabalha com fuzil AR15 e UZI. Eles possuem tática de guerra, pois já declararam guerra contra nós, só não percebemos ainda. O crime organizado se difunde, bandidos são formados em direito para libertar uns aos outros. Enquanto nós não conseguimos nem nos unirmos em prol de uma melhoria salarial.

PMDF RECEBE RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA REVER PORTARIA QUE AUTORIZA BICO

Postado em Atualizado em

PM recua e promete vetar trabalhos fora da corporação. Depois da repercussão negativa, portaria que permite trabalho extra será reeditada. Comando-geral afirma que policiais não poderão atuar como seguranças particulares.

O Ministério Público do DF recomendou ao comando da Polícia Militar que seja revisto o texto da portaria que autoriza os policiais a trabalhar durante a folga. A Promotoria de Justiça Militar alerta que é preciso melhorar a redação da medida para impedir que os militares façam segurança privada nas horas vagas. Do jeito que está, o texto abre brecha para esse tipo de serviço. O comandante-geral da corporação, coronel Ricardo da Fonseca Martins, informou que não há problema em mudar o texto para tornar a portaria mais clara. Ele afirmou que aqueles que fizerem bico como vigia particular continuarão sendo punidos. Segundo o comandante, a permissão para exercer atividade remunerada fora da escala da PM será concedida em casos específicos, como o de policiais que lecionam em instituições particulares.

Diante da polêmica repercussão da portaria, assinada em 12 de abril, e divulgada ontem pelo Correio, o comandante defendeu firmemente a medida. “Foi uma iniciativa para enfrentar o problema para o qual as pessoas fechavam os olhos e tapavam os ouvidos. Temos de deixar de hipocrisia. A situação existe e, em diversos casos, pode ser regularizada”, explicou o coronel. Segundo ele, permanecerá proibida a atividade de segurança particular.

“A portaria estava muito ampla. É preciso deixar explícito quais são as atividades incompatíveis para não dar margem a brechas”, apontou o promotor militar Nízio Tostes. Por precaução, o Sindicato dos Vigilantes Particulares, temendo concorrência ilegal dos policiais, pretende entrar na Justiça para questionar a medida. A entidade estima que, no DF, cerca de 700 PMs realizam o trabalho na clandestinidade.

O promotor Nizio Tostes apresentou ontem denúncia contra 23 oficiais do quadro médico da PM que trabalham irregularmente em clínicas particulares. Eles estão sendo denunciados porque participam da gestão administrativa dos estabelecimentos, o que é proibido. O policial pode até trabalhar na clínica, mas não participar do comando da empresa. “Eles terão de optar entre a PM e a clínica particular”, disse o comandante Ricardo Martins.

“A portaria estava muito ampla. É preciso deixar explícito quais são as atividades incompatíveis para não dar margem a brechas”, fala Nízio Tostes, promotor militar.

Cinco perguntas para Coronel Ricardo Martins

Por que o senhor decidiu editar a portaria que autoriza o policial a trabalhar na hora de folga?
A situação existe, é uma realidade e até agora ninguém teve a coragem de encarar o problema. O objetivo da portaria é exatamente distinguir as atividades lícitas das ilícitas.

O policial poderá fazer segurança particular?

Admito que a portaria pode não ter ficado suficientemente clara. Então, vou explicitar o que não pode. Não será permitido ao PM fazer segurança privada. Isso continuará sendo motivo de punição. Ele também não pode advogar, porque a OAB já impede essa prática. Mas pode ser professor, artesão.

Mas o PM não precisa descansar na folga para garantir as condições físicas e psicológicas para o trabalho?
O policial tem uma escala de trabalho de 12 horas e de 36 horas de folga. Ele não precisa dormir 36 horas para descansar. Controlamos o nível de estresse dos policiais. A portaria apenas regulariza o trabalho e não o bico.

A portaria não acaba incentivando a busca por trabalho fora?

De forma alguma. Apenas resolve a situação que é de uma minoria. Não sabemos quantos fazem bico. A corporação cada vez mais mostra interesse em manter o policial aqui dentro. Para isso, já temos o serviço voluntário remunerado, em que ele trabalha para a própria corporação nas horas de folga com ganho extra.

Como o senhor pretende lidar com a politização da categoria neste ano eleitoral?

Olha, o trabalho aqui é duro. Continuarei fazendo isso sem permitir interferências politiqueiras. Não sou refém de político algum. Só devo lealdade e satisfação ao governador e ao secretário de Segurança. Aqui não darei palanque.

FONTE: http://jfzonalestesegura.blogspot.com/

NOTA DO BLOG: Por isso que dizem que alegria de “polícia” dura pouco. A portaria publicada pelo Comandante da PMDF autorizava o policial militar a exercer atividade remunerada na iniciativa privada. Porém, causou muita polêmica, por ser uma decisão inédita tomada pelos altos escalões. Logo uma decisão dessas não duraria muito, como disse antes: alegria de “polícia” dura pouco.

COPA 2014 – GOVERNO FEDERAL DIZ QUE TRABALHA PARA OFERECER SEGURANÇA A TORCEDORES NA COPA

Postado em Atualizado em

O coordenador do grupo de trabalho do Ministério da Justiça para a Copa do Mundo de 2014, Henrique José Borre, afirmou que a Secretaria Nacional de Segurança Pública pretende estabelecer um ambiente de segurança no Brasil para encorajar os torcedores a ir aos estádios.

Segundo ele, órgãos de inteligência de segurança pública das 12 unidades da Federação que vão sediar os jogos da Copa trabalham hoje em parceria com o governo federal para formular propostas de infraestrutura para evento.

De acordo com Borre, as ações de segurança previstas terão foco na participação social e em projeto como Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido por policiais militares em escolas de ensino fundamental de todo o Brasil. “A sociedade é nossa maior fiscal e também nossa maior aliada”, afirmou.

Henrique José Borre participou de audiência pública da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle para discutir os preparativos para a Copa do Mundo no Brasil.

FONTE: http://www2.camara.gov.br

NOTA DO BLOG: O coordenador do grupo de trabalho do Ministério da Justiça só esqueceu de dizer que realmente quem vai trabalhar são os policiais empregados em tal evento. Com a propagação da violência no estádios, vai ser difícil manter a ordem. Exemplo disso são os inúmeros confrontos tidos com “torcedores” e policiais recentemente em todo o país. Para ter uma Copa tranquila vai ser necessário, além de capacitar os policiais a grandes eventos, melhorar o salário do policial para que possa oferecer um melhor serviço à sociedade.

POLICIAIS CIVIS DE TODO O PAÍS ANUNCIA INDICATIVO DE GREVE GERAL

Postado em Atualizado em

POLICIAIS CIVIS MARCAM ASSEMBLÉIA PARA DELIBERAR GREVE

Os policiais civis de todo o país realizam assembleias estaduais na próxima quarta-feira, dia 14 de maio, para deliberar sobre indicativo de greve geral a partir do dia 19 de maio. A convocação é da Cobrapol e da Comissão Coordenadora do Movimento em Defesa dos Policiais. Ainda hoje, a proposta será apresentada à Frente Parlamentar em Defesa dos Policiais e Bombeiros Militares, em reunião na Câmara dos Deputados, para que os militares e bombeiros engrossem o movimento paredista.

O presidente da Cobrapol, Jânio Bosco Gandra, ressalta que a greve só será deflagrada se a Câmara dos Deputados não votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 446/09 que cria o Piso Salarial Nacional. A PEC foi votada em primeiro turno, mas foi retirada da pauta por meio de um acordo de líderes sem que três dos quatro destaques apresentados à matéria fossem analisados. Uma situação que fere por completo o Regimento Interno da Câmara dos Deputados.

Com o intuito de recolocar a PEC na Ordem do Dia do plenário da Câmara, a Cobrapol, em conjunto com a Frente Parlamentar em Defesa dos Policiais e Bombeiros Militares, iniciou um trabalho de coleta de assinaturas de deputados que votaram a favor do Piso Salarial Nacional para anexar a um requerimento que será entregue ao presidente da Câmara, deputado Michel Temer.

FONTE: Cobrapol

NOTA DO BLOG: O movimento pró PEC 300 está se intensificando. Com a inclusão da Polícia Civil no texto aumenta a pressão na Câmara dos Deputados, já que eles têm direito à greve. O ideal seria uma mobilização nacional: PC, PM e CBM unidos numa só mobilização.

POLICIAIS CIVIS DA PARAÍBA SÃO PRESOS NO RN POR EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO

Postado em Atualizado em

Policiais militares lotados na cidade de Santa Cruz prenderam, na tarde desta quarta-feira (05), os policiais civis do estado da Paraíba Rodrigo Venâncio dos Santos Caminha, 32 anos, e Marcone Bento de Moura Castro e Silva, de 27 anos (foto), ambos lotados na Delegacia de Cuité. Eles são acusados de terem seqüestrado Ismael Costa de Souza, na cidade de Jaçanã, no interior do Rio Grande do Norte, na manhã de hoje.

A polícia foi procurada por Maria Gorete da Costa, onde relatou ter a casa invadida por policiais por volta das 9h10, que levaram seu filho, Ismael Costa, em um carro. Ela disse ter pensado que os policiais haviam levado Ismael até a delegacia da cidade e se deslocou para a DP. Chegando ao local, Maria Gorete disse não ter encontrado o filho e que foi abordada por um veículo onde estavam os policiais. Eles pediram para que ela arranjasse uma quantia de R$ 2 mil, que serviria para pagar um advogado para Ismael Costa. Assim que ela conseguisse o dinheiro, o filho seria liberado.

A vítima conseguiu com um comerciante da cidade a quantia de R$ 1.600 e que no tempo gasto para que ela conseguisse o dinheiro o seu filho fez quatro ligações para o seu telefone celular perguntando se ela tinha levantado a quantia pedida pelos policiais.

Maria Gorete disse que contactou o soldado da Polícia Militar de nome Fernando que a orientou que ela mandasse outra pessoa atender o telefone, quando o seu filho ligou novamente quem atendeu o telefone foi uma sobrinha e disse que ela, Maria Gorete, tinha ido a cidade de Nova Floresta na Paraíba para buscar o dinheiro.

Com a informação da ida de Maria Gorete a cidade de Nova Floresta o soldado Fernando juntou se a outros policiais e efetuou diligência para localizar Ismael. Em uma estrada carroçal que faz divisa com as cidades de Jaçanã no Rio Grande do Norte e Nova Floresta na Paraíba eles encontraram a vítima algemada pelos policiais da Paraíba e deram voz de prisão.

O delegado Claudio Ferreira da Silva autuou os policiais civis paraibanos por extorsão mediante seqüestro.

FONTE: http://www.dnonline.com.br