viatura

Viatura do 4º BPM colide durante perseguição na Zona Norte

Postado em

Por DN Online

Uma viatura do 4º Batalhão de Polícia Militar colidiu com outro carro enquanto perseguia um velho conhecido da polícia por roubo e receptação de veículos, Halyson Carlos de Medeiros, 21 anos. A colisão provocou um engavetamento de três veículos e breve congestionamento nas proximidades do Norte Shopping, na Zona Norte de Natal.

A perseguição e consequente colisão ocorreu por volta das 14h30 desta segunda-feira. Mesmo com a viatura com dianteira destruída e trânsito parado, outras viaturas continuaram a perseguição e capturaram o fugitivo ali nas proximidades do Carrefour. Halyson diriga um Honda City de cor prata, roubado. Ele foi encaminhado novamente à Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos (Deprov).

Informações da Deprov dão conta de que Halyson já foi preso em flagrante mais de duas vezes roubando veículos. “Infelizmente, da última vez, um juiz anulou o flagrante e ele foi solto. É um menino de 21 anos que, apesar da idade, já é conhecido da polícia e vive uma vida boa só com roubo e receptação de carro”, informou o policial Émerson Buriti, da Deprov.

Na perseguição, a viatura do 4º BPM colidiu com um Golf de cor vermelha e placa MXH-9887, que por sua vez se chocou com um veículo Punto de cor prata e placa NNX-8965. Ninguém se feriu.

População não sente mudanças com novas viaturas da PM

Postado em

Por Diário de Natal

O Governo do Estado promoveu uma cerimônia para anunciar a aquisição de 108 novas viaturas para a Polícia Militar na Grande Natal na última sexta-feira. Contudo, a população da capital potiguar, sobretudo na zona Sul, que tem apresentado um crescimento nos casos de assalto a residências, não tem sentido diferença alguma na segurança de seus bairros. O comandante do policiamento metropolitano, o coronel PM Wellington Alves, confessa que nem todos os veículos anunciados estão ainda em circulação pela cidade.

Na última quarta-feira, o Diário de Natal publicou uma matéria mostrando que os bairros de Ponta Negra, Capim Macio e Candelária apresentaram um crescimento considerável no número de assaltos entre 1º de janeiro a 23 de setembro deste ano comparado com 2011. O crescimento foi de, respectivamente, 85,7%, 88,9% e 29,4%. Na matéria, o coronel PM Alves atribuiu esse crescimento à falta de viaturas nas ruas por um problema de manutenção. O governo, então, decidiu entregar os veículos de patrulhamento que reforçarão o trabalho da polícia na Grande Natal no final da semana passada.

No entanto, na opinião da vendedora Maria da Conceição Barros, que mora na Avenida Tibau, no conjunto de Ponta Negra, não houve qualquer mudança na rotina de segurança naquela área. “Eu trabalho em um comércio aqui das 10h da manhã até 18h da tarde e não vi sequer uma viatura. Todo mundo se sente inseguro no bairro. Os assaltos são constantes e se faz de toda forma: de carro, de moto, de bicicleta e até a pé. Não há sossego”.

A geógrafa Norma Sá, 55 anos, cuja residência se localiza à Rua Ismael Pereira da Silva, em Capim Macio, diz se sentir tão insegura no bairro que sequer tem coragem de regar o gramado na calçada de casa. “Não venho mais aqui fora com medo de ser assaltada. Há poucos dias uma senhora foi assaltada aqui perto”. Ela também afirma não ter visto qualquer viatura circulando pela região.

O comerciante Manoel Morais, cuja oficina de eletrodomésticos se localiza à Rua Barão da Serra Branca, acredita que “nem se colocasse o dobro desse número em viaturas, não adiantaria. Os ladrões hoje em dia são muitos e espertos. Sabem esperar pelo momento da polícia passar e assaltar, pois fazem isso bem rápido. As autoridades têm culpa na falta de investimentos, mas também entendo que está bem difícil combater a criminalidade”.

Reforço

O coronel PM Wellington Alves explica que algumas das viaturas entregues à PM ainda estão passando pelo processo de instalação dos rádios comunicadores digitais. O tenente-coronel PM João Batista, comandante do 5º batalhão PM da zona Sul, informa que das 12 viaturas destinadas à sua área, cinco delas já passaram a circular. Elas patrulharão os bairros de Cidade Verde, Capim Macio, Cidade Satélite, Serrambi e Ponta Negra. O bairro de Potilândia também ganhará uma viatura, que até então não existia. “Esses veículos substituirão os que já tinham e ainda acrescentamos os novos”.

Unidades da PMRN em Mossoró receberão viaturas nessa sexta

Postado em

Por Assecom RN

Serão entregues 24 viaturas em Mossoró

A Governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, estará em Mossoró/RN na próxima sexta-feira, 21, para realizar a entrega de 24 (vinte e quatro) viaturas para o policiamento ostensivo daquela cidade e de municípios vizinhos. A entrega acontecerá Estação das Artes Elizeu Ventania, às 9h, e terá, ainda, a presença do secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Aldair da Rocha, do Comandante Geral da Polícia Militar, Cel. Francisco Araújo, e demais autoridades.

Após a cerimônia de entrega das viaturas, a comitiva fará, às 10h, uma visita à recém-implantada Delegacia de Homicídios (DEHOM), localizada no bairro Nova Betânia em Mossoró. Em seguida, às 11h, a Governadora vai visitar as novas instalações do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) de Mossoró, que fica no Bairro Aeroporto.

Em relação à entrega das novas viaturas, a Governadora disse que os veículos vão reforçar o trabalho que já vem sendo realizado pela Polícia Militar. Ao todo, serão entregues 10 viaturas para o 2º Batalhão de Polícia Militar e outras 10 para o 12º BPM, dois quadriciclos para o policiamento ostensivo nas praias do Pólo Costa Branca e outros dois veículos para o 2º Distrito de Policiamento de Trânsito. “Vamos entregar mais viaturas e equipamentos para a Ronda Cidadã em Mossoró. Trata-se de um trabalho que a Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social vem realizando na cidade”, reforçou.

Rosalba Ciarlini acrescentou que a ação realizada pela Sesed, analisando números e comparando em relação a anos anteriores, o Governo do Estado conseguiu reduzir a criminalidade. “Mas precisamos fazer mais e vamos trazer mais estrutura e equipamentos. Vamos ampliar o contingente, vamos investigar mais e coibir a violência em Mossoró. Temos estatísticas que comprovam que o índice de criminalidade e violência vem caindo, apesar de, ainda, não ser o ideal”, disse.

Comando da PM tenta padronizar caracterização de viaturas

Postado em Atualizado em

Por Sd Glaucia, via Portal BO

É comum a cada mudança de Governo haver a mudança na caracterização das viaturas da Polícia Militar. Sem norma específica, cada Governo que assume define a pintura das viaturas de acordo com sua conveniência, de forma sempre a lembrar sua permanência no Governo.

No entanto, essa mudança frequente da caracterização das viaturas tende a desaparecer. Atualmente, podemos ver algumas viaturas já com a pintura que deverá permanecer e ser determinada em lei específica.

Pela nova pintura, as partes fixas do veículo, como laterais e teto deverão ser da cor cinzas ou da cor da Unidade Especializada, como, por exemplo, amarelo quando se tratar de viatura do CPRE. Já as partes móveis, como portas e a traseira da viatura deverá ser da cor branca. Para os veículos do BOPE, BPChoque e ROCAM e GTO, as viaturas serão de uma cor única, quer seja preto ou cinza.

A nova caracterização, segundo informações extra-oficiais, deverá ser fixada em Lei para que, caso haja mudanças de Governantes, não seja mais alterada.

Se efetivada a nova caracterização das viaturas, o Comando da PM irá moralizar a administração da Polícia Militar do RN, fazendo com que a PM seja, de fato, uma Instituição, não apenas um órgão de propaganda de Governos.

BMW expõe modelos para uso da polícia em Conferência na Alemanha

Postado em

Por Jornal do Carro, via Estadão

Viaturas para ninguém botar defeito. Quem for visitar a General Police Equipment Exhibition & Conference (GPEC), em Leipzig, na Alemanha, vai se deparar com montadoras de primeira linha expondo suas versões para uso da polícia.

A BMW vai participar com o Série 3 Touring, o X3, o Série 7, o X5 Security, o Concept i3 e as motos R1200RT, G650GS, F800ST e K1600GT.

Cada modelo tem uma destinação diferente. Mais singelo, o i3 Concept elétrico é para áreas urbanas, onde a redução de emissões é uma questão fundamental.

Já as versões do Série 7 e do X5 têm estrutura reforçada para suportar ataques a bala – numa escala de 1 a 9, o X5 tem blindagem nível 4, suficiente para deter tiros de pistola Magnum .44, e o Série 7 tem blindagem nível 7.

Projeto cria faixa exclusiva para viaturas operacionais

Postado em

Por Agência Câmara

O Projeto de Lei 3591/12, do deputado Policarpo (PT-DF), destina uma faixa exclusivamente a viaturas operacionais nas vias com mais de uma faixa de circulação no mesmo sentido. Pelo texto, quando estiver em atendimento, estes veículos deverão se deslocar unicamente pelo trecho a eles destinado. Na ausência deles, os demais motoristas poderão circular por esse espaço normalmente.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97), definem-se como viaturas operacionais veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, de polícia, de fiscalização e operação de trânsito e ambulâncias. O código também já determina que não conceder passagem a esses serviços constitui infração gravíssima.

Policarpo acredita que a medida irá diminuir o tempo dos atendimentos e conferir maior segurança aos passageiros. Segundo o parlamentar, estatísticas do National Safety Council (organização não governamental dos Estados Unidos dedicada à promoção da saúde) indicam que os veículos de emergências colidem 13 vezes mais do que os demais e causam cinco vezes mais mortes.

Tramitação

Tramitando em caráter conclusivo, o projeto foi encaminhado às comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

PMES: Policial militar que sofreu acidente com viatura pode ter que vender a própria casa para pagar conserto

Postado em

Por TV Vitória

Um policial militar da reserva está vivendo um verdadeiro drama. Ele pode ter que vender a própria casa para cobrir as despesas do conserto de uma viatura que foi danificada durante um acidente ocorrido em 1998.

O carro não tinha seguro e foi destruído. Agora, o Governo do Estado quer que ele pague o prejuízo. O policial diz que se sente injustiçado. “É o único bem que eu tenho. A casa é financiada pela Caixa pelo projeto Minha Casa, Minha Vida e é o único imóvel que eu consegui adquirir ao longo de 20 anos atuando honestamente na Polícia Militar”, lamentou.

O responsável pelo setor de transportes da PM não conhece o caso relatado, que já não está mais na esfera de polícia, mas sim da Procuradoria do Estado. Ele diz que um policial pode ser responsabilizado por danos a viaturas e que precisa dirigir com cuidadomesmo se for atender a uma ocorrência.

“Ele não pode deixar de observar as normas de circulação determinadas pelo Código de Trânsito Brasileiro. Ele precisa andar rápido, mas com cautela”, comentou o tenente-coronel Pratti.

Atualmente, as viaturas da polícia são modernas e algumas custam mais de R$ 100 mil, mas nem de longe elas se comparam ao veículo que foi danificado no acidente com o policial. Trata-se de um carro que saiu de linha em 1994 e hoje no mercado de carros usados não custa mais do que R$ 5 mil. Porém, a dívida que está sendo cobrada passa de R$ 37 mil.

A PM tem hoje 1648 viaturas no Estado e nenhuma tem seguro. “Foi feito um levantamento há algum tempo e nenhuma seguradora demonstrou interesse em fazer o seguro de viaturas. Isso porque as viaturas estão sujeitas a se envolverem em acidentes. Além disso, o custo disso não seria interessante para a polícia”, completou o tenente-coronel.

A Associação de Cabos e Soldados saiu em defesa de Albuquerque. “Não podemos mais permitir que o policial trabalhe e corra o risco de perder o único patrimônio que tem, que é uma casa, porque ele bateu uma viatura que não tinha seguro”, reivindicou o presidente da entidade, Flávio Gava.