senasp

Inscrições em cursos do SENASP prossegue até quarta (30)

Postado em

Por Sd Glaucia

Desde o dia 24 de janeiro estão abertas as inscrições para os cursos ead SENASP, prosseguindo até o próximo dia 30 (quarta-feira).

São oferecidos mais de sessenta cursos na modalidade de ensino à distância pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), com carga horária de 40h e 60h.

Diferente do que ocorreu nos ciclos anteriores, a inscrição para este ciclo 27 será em uma única etapa até atingir o limite de vaga. No entanto, os alunos novatos poderão se inscrever em apenas um curso; já os veteranos poderão se inscrever em até dois cursos.

As inscrições podem ser feitas pelo endereço eletrônico https://ead.senasp.gov.br/ e as aulas iniciam-se no dia 1º de março, seguindo até o dia 05 de abril para os cursos de 40h, e até 19 de abril para os cursos de 60h.

Anúncios

SENASP adverte que Estados devem contratar mais efetivo policial

Postado em

Por Portal Terra

Os estados que solicitam ao Ministério da Justiça a presença da Força Nacional de Segurança Pública devem procurar contratar mais policiais civis e militares. O alerta é da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, em entrevista a Agência Brasil.

De acordo com a secretária, os governos estaduais que recebem o reforço têm que lembrar que a ajuda é temporária. Por isso, devem preparar as condições para que a tropa especial possa deixar o município dentro dos prazos previstos, sem prejuízo ao trabalho desenvolvido.

“A Força faz parte de um programa de auxílio aos estados, mas não pode ficar permanentemente em um mesmo local, nem substituir as forças de segurança locais. Desejamos que os governos preparem (as condições para) a saída do efetivo enviado pelo governo federal, capacitando suas polícias para que possam dar continuidade às ações de segurança pública”, disse Regina.

Ela explicou a forma como vai atuar o contingente que, a pedido do governo de Goiás, permanecerá por mais três meses no entorno do Distrito Federal, além dos 133 homens que chegarão Brasília nos próximos dias.

“Em Goiás, o acordo era para a Força Nacional atuar nas cinco localidades com os maiores índices de homicídio. Tem um ano e cinco meses que estamos lá. O número de ocorrências caiu, mas não houve aumento do efetivo goiano durante este período. O efetivo do Distrito Federal é suficiente para cobrir seu território, mas não para policiar as fronteiras com Goiás”, comentou Regina.

O secretário Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, falou a respeito do déficit de policiais e reconheceu que a presença das tropas federais não elimina a necessidade da contratação de novos policiais.

Segundo Regina Miki, as duas frentes vão agir em conjunto. Nas cidades goianas do entorno do Distrito Federal, onde homens da força especial atuam desde março de 2011, a tropa continuará auxiliando no policiamento ostensivo e na resolução de inquéritos policiais parados por falta de profissionais. No Distrito Federal, o efetivo atuará em blitz nas estradas a fim de evitar a entrada de drogas e a ação de criminosos que deixam Brasília com veículos roubados e vítimas de sequestros-relâmpago.

Segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, de cada três furtos de veículos registrados na capital federal, um é praticado por criminosos que fogem para o entorno, onde muitos deles vivem.

Para garantir a eficácia das ações, a secretária garante ter recomendado às secretarias de segurança pública de Goiás e do Distrito Federal a reativação o gabinete de gestão integrada e a retomada das reuniões conjuntas.

“O gabinete existe, mas suas atividades foram interrompidas, o que é algo injustificável e que não sabemos o motivo, se foi por mudanças de governos. Agora, concluímos que este gabinete tem que funcionar porque não se pode dizer que não há uma crise de segurança pública na divisa entre o Distrito Federal e Goiás e isso só será resolvido conjuntamente”, disse.

Inscrições para os cursos ead iniciam nessa quinta (16)

Postado em

Por Assessoria de Comunicação da PMRN

A partir dessa quinta-feira, 16, os Policiais Militares do Estado do Rio Grande do Norte terão a oportunidade de inscreverem-se nos mais diversos cursos da Rede EAD da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP).

As inscrições iniciam-se nessa quinta-feira (16) e prosseguem até a próxima segunda-feira (20), dividindo-se em duas fases, para os Policiais Militares, Bombeiros Militares, Policiais Civis, Guardas Municipais e demais Operadores de Segurança Pública de todo o país.

A primeira fase das inscrições ocorrerá entre os dias 16 e 18 de agosto ou até atingir o limite máximo de 200 mil inscrições. Caso o limite das vagas não sejam atingidas nos dois dias de inscrição, a SENASP abrirá a segunda fase, 19 e 20 de agosto, na qual os Profissionais de Segurança Pública poderão requerer uma nova inscrição em outro curso.

São oferecidos mais de 65 cursos, todos na modalidade de ensino à distância, proporcionando ao Policial Militar a flexibilidade nos horários de estudos, de modo a conciliar sua capacitação e o desenvolvimento do serviço.

Os cursos oferecidos têm cargas horárias de 40 h/a e 60 h/a, onde as aulas iniciarão no dia 18 de setembro para os Profissionais que tiverem validadas suas inscrições.

Todas as inscrições são realizadas através do endereço eletrônico https://ead.senasp.gov.br.

Governo Federal discutirá “resistência seguida de morte” com Secretários Estaduais de Segurança

Postado em

Por Estadão

A secretária nacional de Segurança Pública (Senasp), Regina Miki, pretende se reunir em breve com os secretários estaduais de segurança brasileiros para acabar com os registros de “resistência seguida de morte” feitos atualmente nos boletins de ocorrência.

O estudo para a definição dos termos do pacto estão sendo feitos pela Secretaria de Assuntos Estratégicos. Segundo Regina, o motivo para a revisão é que não existe o crime resistência seguida de morte no Código Penal. O crime é o homicídio.

“A resistência seguida de morte é uma excludente de licitude, que deve ser discutida no âmbito processual. Não deve ser registrado logo no boletim de ocorrência, porque pode induzir as investigações”, explica.

Nos seis boletins de ocorrência descrevendo as oito mortes entre quinta-feira e sexta-feira, no registro constava normalmente crimes “roubo” e “resistência”. A pessoa morta no suposto confronto com a PM é apontada como “autor” em vez de vítima. Isso ocorre porque, no documento feito na delegacia, a pessoa morta é considerada suspeita de roubo e acusada pelos PMs de ter atirado contra eles.

O objetivo da Senasp é estabelecer com os Estados que boletins de ocorrência passem a registrar o crime “homicídio” em vez de “resistência”. A pessoa morta deveria ser tratada como vítima. Nos casos de confronto entre policiais e vítima, haverá um espaço para os delegados informarem no documento.

“Ninguém está afirmando que o policial não deve se defender ou questionando o homicídio em legítima defesa. Mas isso é uma informação que deve ser apurada durante o processo”, diz a secretária.

Nos boletins analisados em diferentes lugares do Brasil, Regina afirma que encontrou locais em que era registrado o termo “derrubada” em vez de homicídio. No Rio, os homicídios cometidos por policiais são chamados de autos de resistência.

Esse tipo de registro acaba dificultando até mesmo a distribuição dos processos no Ministério Público. Casos envolvendo mortes ocorridas depois de tiroteios, em vez de irem para as Varas do Júri, responsáveis pelos processos que envolvem homicídios, são desviadas para as Varas Criminais, responsáveis por crimes contra o patrimônio.

SENASP: Inscrições para o ciclo 25 iniciam dia 10 de maio

Postado em

Por Assessoria de Comunicação da PMRN

No próximo dia 10 de maio (quinta-feira) estarão abertas as inscrições para o 25º ciclo dos Cursos EAD SENASP. A primeira fase das inscrições ocorrerá entre os dias 10 e 12 de maio ou até atingir o limite de 200 mil vagas cadastradas nos mais de 60 cursos. Caso o limite não seja atingido, os Profissionais de Segurança Pública do Estado poderão requerer uma nova inscrição em outro curso entre os dias 13 e 14 de maio.

São oferecidos aos Policiais Militares e aos demais Operadores de Segurança Pública do Estado a inscrição em qualquer um dos 65 cursos oferecidos, os quais contam com carga horária de 40h/a e 60h/a.

Após validada as inscrições, os Policiais receberão a confirmação no período de 10 a 24 de maio, com aulas previstas para iniciar no dia 12 de junho.

Os cursos são ministrados na modalidade à distância para todos os Profissionais da Segurança Pública e da Defesa Social, com o objetivo de qualificar e capacitar os Policiais e Bombeiros Militares do Estado, além de demais Operadores de Segurança Pública, no atendimento às mulheres em situação de violência doméstica, na busca e apreensão, em crimes ambientais, etc.

As inscrições devem ser realizadas pelo endereço eletrônico https://ead.senasp.gov.br.

Inscrições para cursos do 24º ciclo inicia amanhã

Postado em

Por Assessoria de Comunicação da PMRN

Policiais e Bombeiros Militares, além de Policiais Civis, Guardas Municipais e Agentes Penitenciários poderão se inscrever gratuitamente nos cursos da Rede Ead da Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça.

As inscrições para o 24º Ciclo Ead iniciam-se no próximo dia 26 e oeferecem cursos de capacitação, além de serem aceitos como atividades complementares para os cursos de bacharelado ou licenciatura, de acordo com o Regulamento de cada Instituição de Ensino Superior.

Os cursos oferecidos para os Operadores de Segurança Pública possuem carga horária de 40h e 60h. Além disso, alguns dos cursos da Rede Ead serão pré-requisitos para a obtenção do “Certificado Copa” pelos Policiais Militares do Estado do Rio Grande do Norte.

A participação nos cursos proporciona aos Policiais Militares o compartilhamento de informações com doutrinas e práticas unificadas, além de significativo avanço na qualidade dos profissionais, valorizando-os e melhorando as ações de Segurança Pública no Estado.

Os Policiais Militares de todo o Estado poderão se inscrever em cursos como “Ações para o Controle de Armas”, “Aspectos Jurídicos da Abordagem Policial”, “Busca e Apreensão”, entre outros cursos na modalidade à distância.

As inscrições iniciam-se na quinta-feira, 26, prosseguindo até o dia 30 de janeiro e devem ser feitas exclusivamente pelo Canal de Segurança Pública do Senasp (https://ead.senasp.gov.br/).

Senasp realiza pesquisa para traçar perfil de mulheres policiais

Postado em Atualizado em

Por Assessoria de Comunicação da PMRN

Desde a última segunda-feira, 23, a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) iniciou uma pesquisa de caráter nacional sobre a presença de mulheres nas diferentes Instituições da Segurança Pública.

A pesquisa visa traçar o perfil das mulheres integrantes das Polícias Civis, Militares, Corpo de Bombeiros Militares, além da Polícia Cientifica e Agentes Penitenciários. A iniciativa é pioneira no país e irá basear a construção de políticas de valorização profissional, saúde e qualidade de vida para essas profissionais de Segurança Pública.

A pesquisa é feita exclusivamente pela internet pelo endereço eletrônico da Rede Senasp (CLIQUE AQUI) e tem como público-alvo as Policiais Femininas de todas as Unidades Federativas.

O levantamento de dados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública segue até o dia 23 de fevereiro do corrente ano.

INGRESSO DE PRIMEIRAS POLICIAIS FEMININAS NA PMRN COMPLETA 25 ANOS

Há quase vinte e cinco anos, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte abriu as portas para o ingresso das primeiras mulheres policiais do Estado.

O ingresso se deu em março de 1987 após seleção intelectual, médica, psicológica e física entre cerca de 100 candidatas para o preenchimento de duas vagas no Quadro de Oficiais da Corporação.

As pioneiras foram formadas na Academia de Polícia Militar do Paudalho, em Pernambuco, juntamente com outros Cadetes do sexo masculino.

Hoje, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte conta com uma Companhia de Polícia Feminina atuando no policiamento ostensivo na Zona Sul e Leste de Natal.