28.12-inaugurac3a7c3a3o-central-de-flagrantes-1O concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte não será adiado. Segundo a Secretaria de Administração do estado (Sead-RN), os trâmites para a realização da seleção seguem em andamento e o edital deverá ser publicado em até 90 dias, sendo assim, até o mês de outubro.

A afirmação dada pela Sead-RN, nesta terça-feira, 9, à FOLHA DIRIGIDA, vai contra a nota divulgada pela Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado (Adepol-RN). No último dia 5, a categoria armou que o concurso da Polícia Civil-RN seria adiado pelo governo.

Em nota, a Adepol disse que a governadora Fátima Bezerra anunciou, em uma entrevista coletiva, que a seleção teria que aguardar a contratação de mais de mil servidores e a correção do desequilíbrio fiscal estadual para ser realizada.

No entanto, nesta terça-feira, 9, a Sead-RN descartou a possibilidade de adiamento. Segundo a pasta, a nova composição da comissão organizadora estuda o número de vagas e trabalha para escolher a banca organizadora até setembro.

Com isso, a Sead-RN confirma a previsão de publicação do edital em até 90 dias. Além disso, a Secretaria prevê a aplicação das provas entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020.

Concurso Polícia Civil-RN é urgente

O concurso da Polícia Civil-RN é urgente. Isso porque, de acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol-RN), a instituição trabalha com apenas 26% do efetivo considerado ideal.

O presidente do grupo, Nilton Arruda, divulgou uma nota na qual denuncia a precariedade do quadro e diz que a situação contribui para os índices de criminalidade no Estado. Ainda de acordo com ele, cerca de 400 policiais já reúnem condições para se aposentarem.

Assim como o Sinpol-RN, a Adepol-RN reforça que o atual efetivo da Polícia Civil-RN é o mais reduzido de sua história, tendo um décit que chega a 70%, com a tendência de aumentar ainda mais sem o concurso.

O concurso da Polícia Civil-RN prevê 302 vagas, sendo 41 para o cargo de delegado, 26 para escrivão e 235 para agente de polícia. As três carreiras exigem o nível superior.

Para delegado, a remuneração inicial é de R$12.303,27, valor que pode chegar até R$18 mil com as progressões. Já para as carreiras de agente e escrivão, que possuem ganho igual, o valor inicial é de R$3.022,11, podendo alcançar R$6.266,65.

FONTE: Folha Dirigida