Por Glaucia Paiva

DSC_0461Essa terça-feira (19) amanheceu com o movimento dos policiais e bombeiros militares do Estado do Rio Grande do Norte, os quais reivindicam o pagamento do salário de novembro e 13º salário, além da definição do salário do mês de dezembro.

O movimento denominado “Segurança com Segurança” determina que os policiais e bombeiros militares observem as condições de trabalho impostas pela corporação e, caso verifiquem alguma irregularidade, comuniquem ao superior a impossibilidade de assumir o serviço com tal situação.

“Não é greve. É um movimento reivindicatório legítimo, no qual verificamos as condições de trabalho”, explicou o Cabo Roberto Campos, presidente da Associação de Cabos e Soldados, que esteve presente nas unidades operacionais conversando com os policiais militares e conscientizando-os pela adesão.

Ainda de acordo com o Cabo Roberto, a mobilização, que atingiu cerca de 70% das unidades operacionais de Natal e Região Metropolitana, deve ganhar força com a adesão dos oficiais, prevista para acontecer nessa quarta-feira (20).

O blog também esteve em algumas unidades conversando com os policiais e constatou que os mesmos estavam aderindo ao movimento. No 5º BPM, contudo, o Tenente Coronel PM Fagundes informou que as viaturas das unidades estariam saindo normalmente. Conforme policiais do CIOSP, viaturas que teriam se cadastrado estariam retornando às unidades.