Por Glaucia Paiva

Policiais e bombeiros militares se reuniram na tarde desta segunda-feira (06) para decidirem sobre uma possível paralisação em virtude dos atrasos de salários do funcionalismo público do Estado.

Após decidirem por um movimento de Oficiais e Praças de ambas as corporações a partir da próxima segunda-feira (13), o Governador em seu Twitter até ameaçou “tomar medidas drásticas” contra os militares estaduais, mas a Secretária logo anunciou em um grupo de Wathsapp que a quitação do salário de setembro, que estava previsto para o próximo dia 10, seria antecipado para esta terça-feira (07) apenas para os servidores da Segurança Pública do Estado.

Antecipou. As contas de Praças e Oficiais que recebem mais de R$ 4 mil, tiveram creditadas o restante dos seus salários relativos ao mês de setembro. Contudo, a “antecipação” foi apenas para policiais militares e policiais civis, deixando os bombeiros militares e os servidores do ITEP que também fazem parte da pasta da Segurança Pública de fora, que devem receber apenas no dia 10 com os demais servidores do Estado.

Como o único Estado do Nordeste que ainda está atrasando o salário dos servidores, o dinheiro para pagar parte dos servidores da Segurança Pública surgiu horas após o anúncio da paralisação dos policiais e bombeiros militares para a próxima segunda (13)…