“Os oficiais da Polícia Militar estão passando fome”, desabafa presidente de associação dos oficiais

Postado em

Por Glaucia Paiva

Os constantes atrasos de salários nas diversas categorias do funcionalismo público do Estado chegou no limite do aceitável. Com previsão de receber os salários de setembro apenas no dia 10 de novembro, ou seja, com 40 dias de atraso, os servidores públicos do Estado se mobilizam para uma grande paralisação.

Nessa conjectura, no âmbito da Segurança Pública do Estado, os que ocupam os maiores cargos são os mais prejudicados, como acontece com os oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar e os delegados da Polícia Civil.

Já nessa semana, um capitão da Polícia Militar do RN desabafou em seu perfil do Instagram e suplicou ao Governador o pagamento em dia. Nesta terça-feira (31), um áudio do Presidente da Associação dos Oficiais dos Militares Estaduais desabafou a um outro Major da Polícia Militar, chegando a informar que a situação chegou no limite. “A revolta é generalizada”, disse o Major Moreira, presidente da ASSOFME.

“São histórias inconfessáveis”, relatou o oficial sobre as dificuldades pelas quais estão passando os policiais militares. “São situações realmente de desespero… não dá mais!”, disse. “Nós estamos passando fome. Os oficiais da Polícia Militar estão passando fome”, desabafou. “Como é que a gente vai operar um sistema desse olhando o filho da gente com fome?!”, indaga ao final.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s