Por Carlos Santos

Como estava escrito nas estrelas, logo após conseguir aprovar autorização para contrair empréstimo de R$ 698 milhões (veja AQUI), sob o argumento de que assim teria meios para atualização salarial dos servidores, o Governo Robinson Faria (PSD) admite o inverso: vai ficar muito mais difícil pagar a folha.

Palavra do secretário de Estado do Planejamento, Gustavo Nogueira (veja AQUI), à manhã de hoje.

Estava escrito.

Se os deputados estaduais não tivessem aprovado a matéria à semana passada, encurralados por esse argumento-chantagem, o próprio governo os culparia por não atualizar salários.

Com o cheque em mãos, volta à choradeira de antes.

Aguardemos qual será o próximo lero-lero.

Matéria publicada em 29 de setembro de 2017.