Por Glaucia Paiva via Portal BO

Nesta quarta-feira (13), a Polícia Militar do RN realizou a maior promoção de sua história. Ao todo foram 1003 policiais militares, entre soldados e cabos da corporação, promovidos à graduação superior. Alguns com mais de 27 anos de serviço prestado à instituição, talvez não tendo mais possibilidade de outra promoção, devido ao tempo decorrido para que se realizasse ainda a primeira promoção em suas carreiras.

Apesar de contar com mais que o dobro do interstício mínimo exigido para obtenção das promoções, as portarias de promoções fizeram questão de especificar a origem da vaga a qual os militares irão ocupar a partir de hoje. Conforme a Comissão de Promoção de Praças já havia adiantado em uma Ata de Reunião, a origem das vagas, agora ocupadas pelos recém promovidos, foi decorrente de um estudo realizado pela Diretoria de Pessoal da PMRN desde o ano de 2001 até 2015.

Observa-se, com essas promoções, que as mesmas poderiam ter sido efetivadas a qualquer tempo desde o surgimento das vagas.

O fato, porém, chama a atenção para as demais promoções previstas para este ano e os próximos, uma vez que em 2017, data final de efetivação de todos os militares que possuem os requisitos para as promoções, haverá mais de 4 mil PM’s aptos às promoções seguintes ex-offício, ficando a pergunta se será necessário a comprovação do surgimento das vagas para a efetivação das promoções seguintes.

Até agosto, data da próxima promoção das praças da PMRN, haverá mais de dois mil soldados aptos às promoções, mas o Governo já anunciou que fará cerca de 300 promoções, entre todas as graduações.

Até lá… comemoremos, neste dia 13 de maio de 2015, o ato de promoção dos soldados e cabos da PMRN e a abolição da escravatura.