Por Glaucia Paiva

A Comissão de Promoção de Praças se reuniu na manhã desta terça-feira (3) para tratar sobre a convocação de 6.659 policiais militares para inspeção de saúde.

De acordo com a ata da reunião, foi discutido a convocação dos militares para a inspeção de saúde de modo a constituir o quadro de acesso. Ao todo foram convocados 6.659 policiais que possuem o interstício mínimo para a promoção à cabo PM, ou seja, 5 anos na condição de soldado PM.

Contudo, além da inspeção de saúde, a sargenteação da unidade policial militar a qual pertence o PM deverá apresentar algumas certidões, como a emitida pela Assessoria Administrativa da PM e da Justiça Estadual, gerando uma demanda considerável desses órgãos. “Infere-se claramente que a demanda para os exames de saúde, expedições disciplinares e expedição de certidão de autoridade judiciária criminal será bastante acentuada, contrastando com o aparato limitado dos serviços públicos a serem disponibilizados”, constatou a comissão.

Dessa forma, a Comissão de Promoção de Praças decidiu que as vagas disponíveis somente atenderão aos militares que possuam o dobro do interstício mínimo para as promoções, qual seja de 10 anos na graduação de soldado PM, entendendo que as certidões disciplinares e criminais sejam emitidas apenas para estes militares, contabilizando 3.020 soldados PM’s que possuem o direito à promoção ex-offício.

Além disso, a Comissão facultou a realização da inspeção de saúde para aqueles policiais que possuam apenas o interstício mínimo, uma vez que só podem ser contemplados com a promoção na existência de vagas.

Promoções para o dia 21 de abril

O blog procurou o presidente da Comissão de Promoção de Praças, Coronel PM Araújo Lima, para a obtenção de informações acerca do número de vagas disponíveis para as promoções do próximo dia 21 de abril.

De acordo com o oficial, foi encaminhado ao Governo do Estado a planilha com o número de policiais que possuem o dobro do interstício mínimo exigido pela Lei de Promoção de Praças, para que o Governo defina o quantitativo de PM’s a serem promovidos.

Contudo, o Coronel afirmou acreditar que as vagas existentes deverão ser preenchidas, as quais hoje são mais de 1,2 mil para a graduação de cabo PM e mais de 800 para a graduação de sargento PM.