Por Glaucia Paiva

Próximo ao final do mês de setembro, data da primeira parcela do reajuste concedido pelo Governo do Estado, a indagação sobre a efetivação do aumento torna-se uma pergunta constante.

Nesta semana, foi constatado a implantação do reajuste de 6% no contracheque dos policiais militares do RN; contudo, não houve a atualização dos níveis remuneratórios nem de diferença de subsídio de PM’s promovidos.

“Uma vergonha! Mais de um ano que fomos promovidos e nem com a concessão de um reajuste o Governo nos concede o subsídio devido da nossa promoção”, disse um dos policiais que foi promovido para Sargento Especialista, mas ainda continua recebendo o subsídio de Soldado PM.

Também os níveis remuneratórios não foram implantados com a devida atualização. Em julho, o blog denunciou que o Governo do Estado já havia se apropriado indevidamente de mais de R$ 500 mil referente à diferença dos níveis da turma de Soldados de 2004. O cálculo foi feito apenas com base no número de PM’s da turma de 2004, entretanto, a apropriação indevida pelo Estado do subsídio dos policiais é bem superior haja vista muitos PM’s encontrarem-se em níveis remuneratórios inferior ao que de fato tem direito.

“O Governo mostra um verdadeiro descaso para conosco se apropriando do nosso salário”, declarou um PM.