PERNAMBUCO: Militares rejeitam proposta e continuam paralisação

Postado em

Por Diário de Pernambuco

Os policiais militares e bombeiros do estado rejeitaram a proposta do Governo de Pernambuco e vão continuar em greve. Após a pauta de negociação ter caído para apenas quatro pontos e a gestão estadual anunciar que cederia na elaboração do Plano de Cargos e Carreira, no reajuste salarial e na reforma do Hospital da Polícia Militar, os grevistas optaram por manter a paralisação.

Através do intermédio da Assembleia Legislativa, a proposta oficial do governo era de que, nesta quinta-feira (15), seria criada uma comissão emergencial para analisar a reestruturação da unidade de saúde da PM e seriam investidos R$ 4 milhões nas melhorias no setor. Até o dia 30 de julho, outra comissão da Assembleia se comprometeu a elaborar o Plano de Cargos e Carreira dos militares. Sobre o reajuste salarial, ainda nesta semana, seria criada uma comissão especial para votar o índice de reajuste. Os militares, que já têm 14,55% de aumento garantidos por um acordo de 2012 a ser creditado no próximo mês, exigem 50% a mais no salário dos soldados e 30% para os oficiais. Além disso, também seria avaliado o acréscimo no salário base para ativos e inativos sobre o risco de vida.

De acordo com o governo do estado, por ser época de eleições, nenhum reajuste é permitido. Os deputados se comprometeram a, já na próxima quarta-feira (21), iniciar a discussão com os representantes da categoria sobre a pauta de 2015.

Anúncios

4 comentários em “PERNAMBUCO: Militares rejeitam proposta e continuam paralisação

    delima disse:
    maio 15, 2014 às 18:15

    em pernabuco o aumento dos soldado e de 50 e dos oficiais trnta aqui e ao contrario baixaram foi dos soldado de 30 para vinte para se beneficiarem

    j.silva disse:
    maio 15, 2014 às 9:55

    se fizermos algo parecido poderíamos conseguir algumas melhoras, se o jeito é preparar o couro pra viver apanhando, dessa instituição que não tem um aumento significativo há vários anos. infelizmente ficamos brigando e nada é feito significativamente

    Saga Tima disse:
    maio 15, 2014 às 8:42

    Parece que os pernambucanos PM’s têm uma representatividade mais inteligente do que a nossa do RN. O pessoal já fez a tabela majorativa de reajuste até 2018. Pelo menos assim, não acontece o que aconteceu com os policiaiis Militares do RN. 3 anos de congelamento.

    ana tavares disse:
    maio 14, 2014 às 23:11

    isso sim,cruzarem os braços sem medo de governo.nota 10 aqui ,so sabem falar e recoar com medo do ditador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s