Por Glaucia Paiva, via Portal BO

PM's decidem paralisar atividades dia 22
PM’s decidem paralisar atividades dia 22

Acampados há mais de uma semana em frente a Governadoria, os policiais e bombeiros militares do RN decidiram por paralisar as atividades a partir da próxima terça-feira, 22.

Cansados de esperar uma atitude do Governo e do descaso enfrentado diariamente, os militares estaduais resolveram confeccionar uma pauta de reivindicações, incluindo, além da Lei de Promoção de Praças, assuntos relevantes como:

* o pagamento dos níveis do subsídio e das férias;

* implantação de um auxílio alimentação – vez que muitos PM’s estão passando mal com as quentinhas fornecidas;

* fornecimentos de equipamentos adequados – muitos PM’s são flagrados empurrando viaturas e com coletes em péssimas condições;

* reajuste de 15% no subsídio – no acordo feito entre a categoria em 2011, até o ano de 2014 os Soldados estariam com o subsídio inicial de R$ 3,4 mil, tendo reuniões anuais para fixar o reajuste. Atualmente, os Soldados recebem R$ 2,2 mil;

* Convocação dos 824 candidatos aprovados na segunda fase do último concurso realizado pela PM – atualmente a Polícia Militar do RN tem um déficit de mais de 4 mil policiais.

Entre outras reivindicações, a principal pauta segue a Lei de Promoção de Praças, a qual irá garantir a perspectiva de ascensão do policial e bombeiro militar. Atualmente, muitos militares vão para a reserva remunerada (aposentadoria) ainda como Soldados, o que vem gerando insatisfação entre a categoria.

Como forma de pressionar o Governo, as entidades representativas votou em assembleia realizada no acampamento montado em frente a Governadoria uma paralisação para o dia 22 (terça-feira). De acordo com as associações, estas já tentaram de todas as formas negociar com o Governo do Estado para a aprovação da Lei de Promoção, obtendo como resposta o silêncio.

Veja vídeo da assembleia promovida pelos militares estaduais: