[Blog Opinião de um Repórter] Intransigência do Governo Rosalba mata Segurança Pública no RN

Postado em

Por Thyago Macedo, via Portal BO

Não é de hoje que a segurança pública do Rio Grande do Norte vive uma situação lamentável, é verdade. Mas, é notório que, nos últimos quatro anos, a insatisfação de todas as classes operadoras da segurança aumentou e, principalmente, da sociedade potiguar. De quem é a culpa? Da falta de gestão e da intransigência do Governo do Estado, que insiste em bater de frente com as pautas de reivindicações dos trabalhadores da Polícia Civil, ITEP, PM e Corpo de Bombeiros.

Cruzes relembram mortes ocasionadas pela insegurança no RN

Até mesmo os agentes penitenciários, que não são enquadrados na Segurança Pública, apesar de serem ferramenta fundamental nessa engrenagem, apresentam insatisfação e buscam melhorias para o sistema. Atualmente, não tem uma dessas categorias que não tenha algum projeto travado nos gabinetes do Governo e todos recebem o silêncio como resposta para suas pautas.

A Polícia Civil, entre outras pautas, luta pela nomeação dos concursados e, mesmo com ordem judicial favorável a isso, o Governo não cumpre. Os servidores do ITEP aguardam o envio para a AL do projeto do Estatuto do órgão, que visa regulamentar os cargos e moralizar o Instituto. Os policiais militares e bombeiros querem a aprovação da Lei de Promoção, pois, hoje em dia, quem entra na corporação passa 30 anos como soldado e se aposenta soldado.

Conversando com todos os diretores de sindicatos ou presidentes de associações representativas dessas classes, fica claro que Governo do Estado parece não aceitar nenhum tipo de movimento dos servidores. O posicionamento tem sido não negociar com grevistas ou nem mesmo receber quem esteja realizando protesto ou acampamento próximo aos órgãos públicos.

Alguns servidores chegam a afirmar que o Rio Grande do Norte parece ter entrado em regime de ditadura. Os projetos acima citados estão todos prontos, mas alguns até desapareceram. Pois bem, a intransigência do Governo, que não recebe e nem conversa com os servidores, tem elevado o nível de insatisfação e o resultado disso são movimentações cada vez mais intensas.

A Polícia Militar e os Bombeiros vão paralisar na próxima semana. Já a Polícia Civil e o ITEP aguardam recurso de decisão judicial que os proibiram de realizar greve. Paralelo a isso, viaturas estão quebradas, policiais não possuem armas e outros equipamentos de segurança, como rádios-comunicadores e coletes, delegacias estão caindo aos pedaços e a bandidagem está solta por falta de efetivo para investigar os crimes.

Mas, ao invés de abrir as portas para os operadores da Segurança Pública e tentar estabelecer pontos de equilíbrio para o setor, beneficiando todos os lados, o Governo prefere se manter no Olimpo. Tal atitude tem matado a segurança e, consequentemente, colocado em risco a vida de todos nós. Não podemos mais sair de casa tranquilos e com a certeza de que voltaremos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s