Por Glaucia Paiva, via Portal BO

lutoNa noite dessa sexta-feira (4) a Polícia Militar do RN perdeu mais um integrante de forma violenta. O Soldado Frederico foi morto no interior de sua residência tentando proteger seus bens e, principalmente, sua família.

O PM foi o segundo policial morto em apenas dez dias e o segundo PM a sofrer na noite dessa sexta (4) com a violência que assola o nosso Estado. Ainda na noite dessa sexta, o Soldado Anderson também sofreu um assalto tendo sido baleado na face. Por sorte, Anderson não corre risco de morte, mas essa noite ficará marcada pelo resto de sua vida, pois de acordo com informações um dos olhos do PM ficou comprometido, perdendo a visão.

Apesar dos constantes acontecimentos contra policiais, nada é feito para diminuir essa violência. Na Câmara dos Deputados ainda se cogitou a elaboração de um projeto de lei que qualificava os crimes contra policiais, mas permaneceu apenas como projeto.

Se se morre um bandido por policiais, logo se falam em direitos humanos, mas quando a violência é contra um agente da lei este apenas se transforma em mais um número, em mais uma estatística. O Soldado Anderson que perdeu um olho foi assaltado por menores de idade, um dos quais já teria sido preso outras vezes, da mesma forma com o Soldado Augusto, morto no último dia 26, por disparos realizados por uma adolescente.

Desse jeito parece que para os policiais os direitos são sempre desumanos, desde sua formação até a sua morte.