Câmara de Monitoramento de Homicídios pede celeridade na convocação de policiais civis no RN

Postado em

Por TJRN

Colegiado que reúne diversas entidades com atuação na área criminal, Justiça, Ministério Público e Polícias, entre outras, a Câmara de Monitoramento de Homicídios do RN solicitou hoje (28) ao Tribunal de Contas do Estado, celeridade na apreciação da contratação de agentes de delegados para a Polícia Civil, aprovados no último concurso.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, o conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves, disse que levará em conta as solicitações e procurará dar agilidade às petições.

De acordo com o coordenador da Câmara de Monitoramento de Homicídios, o juiz auxiliar da Presidência do TJ potiguar, Fábio Filgueira, a segurança no Rio Grande do Norte segue à beira da inviabilidade. “O governo precisa cumprir o seu papel de garantir a segurança pública. O nosso está sendo cumprido: integrar os órgãos de segurança e afastar a burocracia”, afirma o magistrado.

No encontro, representantes do Governo do Estado alegaram que um dos entraves para contratação de policiais é o limite prudencial, garantindo que substituições de agentes e delegados que se aposentam ou falecem continuam ocorrendo. Porém, o que a Câmara pede é o aumento do número de cargos efetivos.

Fábio Filgueira ressalta ainda que foram firmados convênios entre o Ministério da Justiça e o Poder Executivo estadual para investimentos em segurança pública, cujos prazos de vencimento estão se aproximando. “Temos aí R$ 3,5 milhões que precisam ser investidos em equipamentos, estruturação de delegacias e viaturas antes da Copa do Mundo. Caso contrário, os recursos podem se perder”, explica.

Pontos importantes

Outra pendência antiga é a criação da Delegacia Especializada em Homicídios, considerado o pontapé inicial para a resolução de casos que estão pendentes desde 2005.

Segundo o presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do RN, advogado Marcos Dionísio, com base em dados colhidos no Itep, polícias e SUS, foram registrados 1578 homicídios no Estado de janeiro a novembro do ano passado. Do total de vítimas, 471 são pessoas com até 21 anos de idade.

Também estiveram presentes na reunião o delegado geral de Polícia Civil, Ricardo Sérgio Oliveira e o secretário estadual de Justiça e Cidadania, Júlio César Queiroz Costa.

Anúncios

2 comentários em “Câmara de Monitoramento de Homicídios pede celeridade na convocação de policiais civis no RN

    MELO disse:
    março 13, 2014 às 15:43

    Pra que? pra ajuda nas greves só vejo ação da civil nas GREVES!

    cinthia disse:
    março 5, 2014 às 22:43

    nossa asim mata
    jesus em

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s