PM quer que Delegado Especial apure morte de lutador de MMA

Postado em

Por G1RN

O comando geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte solicitou nesta terça-feira (11) a nomeação de um delegado especial para investigar o assassinato do professor e lutador de MMA Luiz de França Trindade, de 25 anos, morto a tiros nesta segunda-feira (10) na calçada da academia Alta Performance, no conjunto Cidade Satélite, zona Sul de Natal. Os disparos também atingiram o professor de artes marciais Ademir Júnior, conhecido como ‘Júnior Sustagen’, que foi baleado nas pernas e passa bem. O único suspeito do crime é o tenente da Polícia Militar Iranildo Félix, que nega a autoria dos disparos que mataram o professor.

De acordo com o comandante geral da PM, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, o ofício já foi enviado para a Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol). No documento, o comandante da PM justifica a solicitação devido ao possível envolvimento do oficial Iranildo Félix no crime. O assassinato do lutador de MMA está sendo investigado pelo delegado Sílvio Fernando, titular da 11ª Delegacia de Polícia Civil, no conjunto Cidade Satélite, zona Sul de Natal.

O coronel Araújo Silva acrescenta que o tenente Iranildo Félix está há mais de 300 dias afastado do serviço policial pela junta médica da Polícia Militar. O último boletim de inspeção de saúde do PM foi publicado em 9 de janeiro. O documento dá uma licença de 80 dias ao oficial a contar do dia 9 de dezembro. “O policial foi considerado temporariamente incapaz para o serviço ativo. Ele não pode portar arma de fogo no período em que está afastado”, explica o comandante geral.

Mesmo afastado, o tenente responde diretamente ao Comando do Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE).

Anúncios

7 comentários em “PM quer que Delegado Especial apure morte de lutador de MMA

    crocha disse:
    fevereiro 19, 2014 às 12:50

    POIS É CROCHA… HABEAS CORPUS TRANCATIVO E REQUERER O DESINDICIAMENTO!!!! UM IP MAL FEITO DEIXA MUITAS BRECHAS, AI O RESULTADO NÃO SERA TAO BOM PARA AS VITIMAS… AINDA BEM COLEGA QUE VC ENTENDEU MINHA OPINIAO!!! FICO FELIZ, MAIS UM ADMIRADOR DO BOM DIREITO

    Juliano Galvão disse:
    fevereiro 16, 2014 às 8:37

    Olha aí que incrível. A Polícia que a própria ONU recomendou a extinção falando da civil. Quanto a erros procedimentais, disso a PM entende e pode dar aula. Concordo com a necessidade de reciclagem na PC, mas a PM não precisa de reciclagem, pois todos já apreenderam o que tem que fazer, tem que ser extinta nesses moldes atuais. Se o investigado fosse um praça já tava preso. Esse indivíduo que fala de FALTA DE PROFISSIONALISMO, com certeza é um oficial, que como não faz e nunca fez nada, só sabe por ouvir dizer o que é profissionalismo. É isso aí, quem não consegue ser Delegado, sempre pode se contentar em ser oficial da PM.

      RESPOSTA disse:
      fevereiro 19, 2014 às 12:47

      JULIANO FIZ MINHA OPINIAO BASEADA NA CF E NO DIREITO PROCESSUAL PENAL… O IP DEVE SER SIGILOSO (SIGILO EXTERNO) ENTENDEU??? NAO DEFENDO NINGUEM, MAS JUSTIÇA DEVE SER DITA E ALIAIS SOU PRAÇA E RP!!!!! ENTENDEU??? PORTANTO TRABALHO NA PEDRA…. LEI O COMENTARIO DO SENHOR CROCHA VC ENTENDERÁ…..UM PROCEDIMENTO MAL FEITO IMPLICARÁ NUM RELAXAMENTO DE PRISAO E POSTERIOR MENTE AS AÇOES CIVEIS>>>>ERA SO ESSE ENTENDIMENTO Q QUERIA CHEGAR, MAIS A INTERPRETAÇÃO É ASSIM UNS ENTENDEM OUTROS NÃO!!!!!

      STRESSOU A TOA disse:
      fevereiro 19, 2014 às 12:56

      COMPANHEIRO sou terminantemente contrario a rixa PM VERSUS PC, PM VERSUS OFICIAIS , APCS VERSUS DELEGADOS…. COMPARE A CONDUÇÃO DO IP COM O DELEGADO SILVIO NA MORTE DO LUTADOR E O DO DEL.NORMANDO MORTE DA EX, PERCEBA A DIFERENÇA E TIRE SUA CONCLUSÃO!!!! HÁ UM DITADO QUE DIZ FALE POUCO PARA ERRAR POUCO E DEPOIS NÃO SE ARREPENDER” ENTAO QUEM FALOU DEMAIS NO IP???? RSRSRS ENTENDE RSRS

    Natan Jorge De Melo Júnior Jorge disse:
    fevereiro 15, 2014 às 20:04

    A PM não tem prerrogativa de escolha de delegado para presidir IP, fica à cargo da polícia judiciária, pode sim, o advogado do acusado, impetrar uma ação alegando suspeição e fundamenta-la. Nunca escolher delegado “A” ou “B” para presidir IP. Estamos de olho.

    crocha disse:
    fevereiro 15, 2014 às 9:01

    caro colega , concordo em genero, numeros e graus com VC , o delegado nao observou o sigilo do inquerito policial como forma de garantia da apuraçao da verdade e de preservacao da intimidade da vida privada da honra e da imagem do investigado, resguardado-se , dessa forma , o principio constitucional da presunçao da inocencia ( art 5 . X e LVII da CF/88) e ainda prevista no CPP art 20 , logo o advogado do investigado tem que pedir o afastamento urgente do delegado que apura o fato. ” a escola é importante para todos”

    falta de profissionalismo disse:
    fevereiro 14, 2014 às 16:50

    Nada contra esse delegado mas em poucas horas ele indiciou,processou e julgou esse Tenente. Pelo que pude observar em vez dele dar sigilo ao IP, ele preferiu armar um circo com a imprensa local!!!! E O PIOR ele sentenciou Iranildo (suspeito) descumprindo os objetivos e finalidade basica de um Inquerito policial que se diga de passagem é peça meramente informativa. VCS JÁ IMAGINARAM SE ESSE RAPAZ FOR INOCENTE, O PREJUIZO QUE ESSE DELEGADO CAUSOU?????? DELEGADOS DO RN MAIS PROFISSIONALISMO, POR FAVOR!!!!!!!! MUITOS VICIOS ENDOPROCEDIMENTAIS NESSE IP!!!!!! TEM QUE RECICLAR ESSE POVO!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s