Falta de estrutura e a fuga de uma presa grávida da mala da viatura

Postado em Atualizado em

Por Sd Glaucia, via Portal BO

No final do mês de outubro, policiais militares do Estado do Rio Grande do Norte iniciaram um movimento reivindicando melhores condições de trabalho. O movimento intitulado “Segurança com Segurança” durou cerca de uma semana e retirou de circulação veículos que não apresentavam segurança para os PM’s e também para a sociedade.

Entretanto, o movimento acabou e retornou os problemas estruturais por quais passam os militares estaduais que prestam o serviço de policiamento ostensivo nas ruas do Estado.

Ontem (23), uma mulher grávida conseguiu fugir da mala de uma viatura no momento em que os policiais se deslocaram ao interior de uma delegacia em Mossoró para acionar os agentes da Polícia Civil e retirá-la. Ao retornarem os militares ficaram surpresos ao encontrar a mala da viatura aberta e sem a acusada de realizar um furto em Tibau.

Segundo um jornal de grande circulação da cidade de Mossoró, a mulher conseguiu fugir devido a deficiência estrutural da viatura, já que a mala mantinha-se fechada com apenas um pedaço de arame, o qual a acusada conseguiu facilmente retirá-lo mesmo estando presa no interior da viatura.

Fica-se, dessa forma, evidente que a falta de estrutura da PM não afeta apenas os operadores de segurança pública, mas também a sociedade potiguar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s